Deixe os juros com fome

Construir patrimônio, ou poupar dinheiro, pode exigir esforço. Mesmo estando com as contas em dia, é um desafio fazer os recursos se multiplicarem. E o que dizer daqueles que vivem na ciranda das dívidas? Saiba que a falta de organização do dinheiro alimenta os juros.

Poucas pessoas fazem esse cálculo ou acompanham a evolução das taxas, o que acaba fazendo com que aprendam dolorosamente a respeito dos perigos na hora de contrair uma dívida. Na maioria das vezes, para quitar a dívidas e saciar a fome dos juros é necessário vender um bem ou imóvel.

O que impossibilita sobrar dinheiro no final do mês é a falta de planejamento financeiro e o consumo desenfreado. Para ter ideia do estrago que os juros fazem no bolso, vamos imaginar que você deixou R$ 500,00 do cartão de crédito para a próxima fatura. Essa dívida passa para R$ 560,00 em apenas um mês e a incríveis R$ 1.977,00 em um ano! Isso significa que uma pessoa que paga o mínimo ou metade do valor da fatura, habitualmente, paga em juros o valor equivalente a vários produtos que compraria.

Em períodos de alta nos juros e de inflação fugindo do controle, as famílias precisam rever gastos e procurar quitar as dívidas o mais rápido possível. Afinal, toda alta nos juros implica aumento nas dívidas. Por isso, é importante listar as dívidas, colocando as mais caras como prioridade, e negociar o pagamento de acordo com as possibilidades. Considere outras opções de crédito, como a portabilidade.

Quando a renda mensal passa a ficar muito comprometida, com o pagamento de juros, é hora de ficar alerta e assumir uma ação potente e precisa, para essa situação não mate o seu bolso de fome.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s