Vamos devagar porque estamos com pressa

Tudo que é feito com pressa dá margem a erros e imprevistos. Na sua carreira essa dica também precisa ser seguida à risca, pois atividades que precisam ser refeitas demandam maior tempo e recursos, podendo custar caro a sua imagem profissional.

No dia a dia, a pressa pode estar presente em atividades corriqueiras, mas o perigo maior está nas situações que impactam a longo prazo. Quem tem pressa acaba desanimando em fazer um curso de maior duração ou que exija mais dedicação, e esse é um grande erro na carreira. Como há uma alta correlação entre pressa e impulsividade, pessoas apressadas tendem a ser mais sujeitas a fazer gastos de modo impulsivo.

Cursos de idiomas são outro exemplo. Apesar de ser crescente o número de escolas que prometem a fluência em inglês em apenas um ano e meio de estudos, esse resultado só é viável se houver muita dedicação. Se a pessoa não tiver cuidado, na pressa de resultado, pode-se perder tempo e dinheiro com soluções que não são efetivas.

Por sinal, hoje há soluções gratuitas na internet para quem deseja aprender idiomas, e o ingrediente essencial para esse aprendizado é justamente a vontade e a disciplina. Vale lembrar que um curso de curta duração não é uma decisão ruim, inclusive porque um curso rápido, mas bem-feito, pode ser transformador. O essencial é avaliar se a dedicação está ocorrendo de fato, ou se está jogando fora a oportunidade de aprender com o processo. Do contrário, esse investimento em formação dificilmente se refletirá em crescimento na carreira e, consequentemente em aumento de renda.

Deixe uma resposta