É possível mudar o final desse filme?

Não é necessário ter bola de cristal para saber que em todo início de ano uma matéria de televisão é certa: a do aperto financeiro ao se acumular compromissos como compra de material escolar, somados a compras parceladas do natal, viagens ou, ainda, gastos com impostos. Lidar com muitos fatores que impactam o orçamento nem sempre é fácil, mas será que dá para fazer diferente?

Com certeza! Os pais que já têm a lista de material escolar em mãos, podem aproveitar o 13º salário, se receberem, e negociar descontos à vista. Outra possibilidade é fazer a compra parcelada, mas não por muitos meses, para não comprometer a renda futura ou passar aperto no início do ano.

Presentear no natal é muito bom. Festejar a virada do ano também, mas é possível comemorar sem excessos, especialmente se estão previstos outros compromissos financeiros em um curto espaço de tempo. Há famílias que dividem financeiramente o valor da ceia, de modo que o anfitrião não precisa assumir tudo sozinho. Outra dica é dividir tarefas e pedir para cada participante da festa levar um prato, maneirando nos presentes ou fazendo um amigo oculto que vale mais como diversão, especialmente se o orçamento estiver comprometido.

Para quem tem condições de receber os familiares em casa e caprichar no presente, não há problema algum. O que ocorre, no entanto, é que muitos se endividam ou comprometem a renda futura para preencher aspirações, que sequer trazem mais felicidade. Até mesmo quem está tranquilo financeiramente deve se perguntar: preciso gastar o que ganho simplesmente por ter dinheiro disponível? Posso investir esse valor? Pense, reflita e faça algo diferente que o ajude a realizar um sonho em 2016.

Deixe uma resposta